domingo, 7 de agosto de 2011

Eu mesma não entendo minha enormíssima paciência de ficar à toa, só pensando, pensando e sentindo.

***
 Adélia prado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário