segunda-feira, 2 de maio de 2011


Aquele amor não-retribuído que aos poucos vai virando veneno, desejo de vingança, rancor e mágoa.

***
 Caio Fernando Abreu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário